Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Rua Visconde de Itaboraí, 208 – Parque Rosário
CEP: 28027-141 - Campos dos Goytacazes – RJ
Fone: (22) 2722-0988
Telefax: (22) 2733-0026

Em janeiro de 1923 os Missionários Redentoristas chegaram a Campos, pregando as Santas Missões. Em 1945, os superiores redentoristas de Roma enviaram ao Brasil um ultimato aos redentoristas holandeses presentes na cidade: “construir um convento ou deixar Campos”.

Então, como num piscar de olhos, em pouco mais de dois anos, os holandeses ergueram o “Convento dos Redentoristas”. O início da construção se deu em 1947 e em 1950 os padres se mudaram para a nova casa e a inauguraram com a bênção de Dom Antônio Castro Mayer. Primeiro foi construída a casa de moradia dos padres. As missas, então, começaram a ser celebradas no porão dessa casa. Daí o nome “convento”, que designa a moradia dos redentoristas, mas que passou a designar também a Igreja. Por isso é que, muitos, ainda hoje, referem-se à Igreja como “convento da rua do Leão”. Cinco anos depois, em 1955, foi inaugurado o templo em louvor a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. A comunidade foi pioneira na diocese de Campos, apoiando movimentos como a Liga Católica, Legião de Maria, Cursilho e Encontros Conjugais.

 
 
Em 1996, a igreja do “Convento” tornou-se Santuário de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Em 2005, a igreja completou 50 anos de existência.

Mas, o que é um Santuário? Santuário é um lugar especial, privilegiado, onde Deus manifesta, de modo sensível, a sua misericórdia. Sabemos, pela nossa fé, que Deus, na história da salvação, sempre esteve com o seu povo, em qualquer terra, em qualquer lugar, em qualquer tempo, mas, por disposição desse mesmo Deus de bondade, certos lugares recebem, de forma única, a sua manifestação. São os Santuários. Desde o Antigo Testamento os Santuários são pontos de referência para quem busca servir a Deus. As festas antigas eram realizadas no Santuário em Jerusalém, para onde se dirigiam os Judeus do mundo todo. O Evangelho nos conta que Jesus, sua Mãe e São José iam anualmente a Jerusalém prestar, publicamente, seu ato de adoração a Deus (Lucas 2,41-42).

Mas o que as pessoas buscam nesses lugares? Fazem uma experiência profunda com Deus, encontram a alegria da participação, sentem o alívio de suas dores, o conforto da Palavra de Deus que é proclamada, partilham a Eucaristia e saem fortalecidos na fé porque se sentem participantes deste amor que une todos os irmãos, que são o Povo de Deus. Esta é a principal função dos Santuários: despertar a fé, celebrar a reconciliação e reanimar a esperança. Esta é a experiência espiritual que todos são chamados a fazer no Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro.

A novena a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro é rezada sempre às terças-feiras, nos horários de 7h, 15h, 17h e 18h, com a celebração da Eucaristia, bênção de objetos religiosos e bênção dos fiéis com imposição de mãos. Venha celebrar o Deus Vivo com a gente!